Dia Nacional de Lutas: Ocupe Pela Educação

A manhã do dia 3 de junho começou com UFRN, UERJ, USP, UNIFAL e UFRGS sendo ocupadas por centenas de estudantes da Rede Emancipa. Foi nosso Dia Nacional de Lutas: Ocupe Pela Educação.

No Rio de Janeiro o dia começou com todo mundo de Vila Isabel se reunindo numa praça ao lado do cursinho. Partimos em ato para a UERJ. Paramos algumas faixas das ruas em que passamos, cantando bastante as músicas do Emancipa e contagiando alguns trabalhadores que estavam na rua. Chegamos na UERJ pra encontrar a galera do cursinho de Padre Miguel de uma forma emocionante, fazendo muito barulho. O dia foi marcado pela participação estudantil e animação da galera que estava presente.

Em Porto Alegre o ar gelado da manhã foi um fôlego para a centena de trabalhadores e trabalhadoras que ocuparam a FACED (Faculdade de Educação da UFRGS) para a aula inaugural do curso de revisão para o ENEM do EMANCIPA Porto Alegre. A atividade também se prestou para marcar a comemoração por 10 anos de Rede EMANCIPA e de Cotas na UFRGS.

Na UFRN, no Rio Grande do Norte, a ação ocorreu no campus central da Universidade, no Centro de Educação (CE). Fizemos uma aula sobre o histórico do acesso a educação das classes populares às universidades públicas brasileiras, com o Professor do CE Flávio Boleiz Junior. Na sequencia foi realizado um tour pelos espaços da instituição, onde os futuros universitários puderam conhecer um pouco mais sobre suas áreas de interesse, bem como o funcionamento da universidade, sua responsabilidade social, seus direitos e deveres.

Em São Paulo realizamos nosso 9º dia na USP. Aos poucos a universidade de São Paulo foi sendo ocupada por centenas de jovens periféricos que chegavam  em caravana com seus cursinhos para lutar por cotas na USP. Tinha gente de Itapevi, Taboão da Serra, Osasco, Diadema, Grajaú, Paraisopólis e zona norte de São Paulo. Nosso ato começou na FUVEST, onde fizemos um jogral exigindo cotas já! e terminou na reitoria com uma grande assembleia da educação.

Esse foi nosso primeiro dia nacional de ocupações de universidades. Enquanto a educação não for um direito, enquanto houver o filtro do vestibular, enquanto as escolas públicas não forem de qualidade, continuaremos ocupando as universidades, as ruas e escolas em defesa da educação.

 

 

 

Comentários