Cursinhos da Rede Emancipa

Ocupar Sem Temer: Nota da Rede Emancipa contra a Medida Provisória do governo Temer que desmonta o Ensino público

De norte a sul do país os estudantes secundaristas, professores e movimentos de educação começam a se mobilizar em resposta a Medida Provisória do Ensino Médio, orquestrada pelo governo de Michel Temer. Propondo uma série de mudanças na base da educação nacional, a Medida prevê um verdadeiro retrocesso no que se refere à formação de estudantes críticos e conscientes.

A MP propõe que o Ensino Médio seja voltado ao mercado de trabalho e às áreas tecnicistas. Os estudantes, por exemplo, teriam apenas português, matemática e inglês como matérias obrigatórias e o sistema seria integral, com parte da carga horária podendo ser preenchida à distância ou em outras instituições privadas ou no trabalho.

Além disso, o ensino de artes e educação física deixaria de fazer parte do currículo e ficaria permitido que pessoas formadas em Ensino Técnico lecionassem.

A proposta como foi escrita – aumentando a carga horária dos estudantes e prevendo estruturas que as escolas não têm hoje sem indicar como seriam implantadas – combinada ao PL 241 que prevê o congelamento dos gastos em educação durante 20 anos, demonstra claramente qual a saída que esse governo defenderá: terceirizar inicialmente parte do Ensino Médio para a iniciativa privada e escancarar o caminho da privatização total como já acontece em outros países. Um grave ataque à educação pública que aprofunda ainda mais as desigualdades sociais.

Outro ponto preocupante é que essa reforma está sendo proposta por MP, goela abaixo das comunidades escolares, sem debate e tendo apenas 120 dias, no máximo, para ser aprovada no Congresso e no Senado.

Com essa declaração de guerra às escolas, Temer demonstra que não aprendeu nada com a luta secundarista que no ano passado enfrentou e derrotou o governo de seus aliados do PSDB em São Paulo e se alastrou pelo país no começo desse ano, dando o exemplo de como as escolas devem ser cuidadas e como o debate democrático deve ser feito.

Temos poucos dias para barrar a MP. Com a imposição dessa reforma, Temer não deixou outra saída a quem luta pela educação pública, gratuita e de qualidade: é hora de voltar a ocupar as ruas e as escolas para barrar a MP e abrir o debate sobre as reais necessidades da educação e do ensino médio.

Por fim, conclamamos todo movimento social de educação, organizações da sociedade civil, sindicatos, à Frente Nacional Contra a Escola Sem Partido e movimento políticos a lutar de maneira decidida nas ruas e escolas para derrubar essa MP!

Quer desafiar? Vai sair perdendo. Fora Temer! Abaixo o desmonte do Ensino Médio.

Colaboradores:

Naiara do Rosário, Coordenadora do Cursinho Popular Vladimir Herzog (Grajaú);

Maria Luiza Perroni, Coordenadora do Cursinho Popular Diná (Osasco);

Maurício Costa de Carvalho, Coordenador da Rede Emancipa.

 

manual-ocupacao-escolas (1) manual-ocupacao-escolas-02 manual-ocupacao-escolas-03

**Link do Manual de Como Ocupar a sua Escola: https://catracalivre.com.br/geral/cidadania/indicacao/como-ocupar-a-sua-escola-manual-pratico-ensina-passo-a-passo/

**Matéria do Catraca Livre.

 

 

Comentários