Cursinhos da Rede Emancipa

NOTA DE SOLIDARIEDADE A DAVID MIRANDA

Nós da Rede Emancipa, movimento nacional de educação popular que organiza milhares de pessoas na luta por educação e por direitos humanos no Brasil, prestamos aqui solidariedade ao amigo e companheiro David Miranda, deputado federal pelo PSOL no Rio de Janeiro, que está sendo ameaçado por fazer o que é certo e justo pelo nosso país.

Primeiro, é importante dizer que David é um exemplo de ser humano e de parlamentar. Cria do Jacarezinho, uma favela carioca, espaço historicamente marginalizado pelo poder público como tantos outros nos quais o Emancipa sempre se construiu, inclusive na privação de liberdade onde atuamos com ajuda de David desde 2017.

David Miranda foi o primeiro LGBT assumido a ocupar um cargo na câmara de vereadores do Rio de Janeiro. Recentemente David passou a ocupar uma cadeira na câmara federal, após receber milhares de votos nas eleições do ano passado e Jean Wyllys ter deixado o posto por sofrer uma série de ameaças de morte que o fizeram deixar o país. Muito antes disso, porém, David Miranda já era apoiador da Rede Emancipa, participando de aulas inaugurais, mediando círculos de cultura e debate, em atos e manifestações, lutando pelo passe livre na Câmara, lutando contra as opressões e por uma sociedade mais justa, em defesa da juventude negra e pobre, que é a base social do Emancipa.

Nesta semana, David Miranda e sua família passaram a receber diversas ameaças após os vazamentos escandalosos sobre o juiz Sérgio Moro e a força-tarefa da operação Lava Jato. Tais vazamentos foram revelados pelo jornal investigativo internacional The Intercept, criado pelo marido de David Miranda, o estadunidense Glenn Greenwald.

Além de jornalista e advogado, Glenn é ganhador de um Oscar, um Prêmio Esso e um Prêmio Pulitzer por denunciar o sistema global de espionagem dos Estados Unidos, revelado por Edward Snowden em 2013. Casados há quase 14 anos no Brasil, David e Glenn têm dois filhos e constituem uma família maravilhosa.

Num sistema ocupado pelas forças que assassinaram Marielle, perante um governo autoritário e ligado às milícias no país, não é de se espantar que a presença de David Miranda, sendo o que é, negro, lgbt, cria da periferia e anti-capitalista, incomode os poderosos. Farão de tudo para silenciar aqueles que não se submetem às regras dos corruptos, autoritários, assassinos e conservadores que há décadas buscam formas de se manter no poder. Mas não nos calaremos! David é um dos nossos! David é Emancipa! Não calarão David Miranda! Não nos calarão!

ESTAMOS CONTIGO DAVID!

 

Comentários